PEC 534 APROVADA JÁ!!!

PEC 534 APROVADA JÁ!!!

sábado, 18 de junho de 2016

Guarda Municipal de Camaragibe (PE) que reagiu e matou marginal após depoimento no Depatri é liberado

Guarda Municipal de Camaragibe prestou depoimento e não quis falar com a imprensa. (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

O Guarda Municipal, que matou um dos vagabundos ao reagir a uma tentativa de arrombamento  do caixa eletrônico localizado na sede da Prefeitura de Camaragibe, compareceu nesta quarta-feira (15) ao Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife. O policial prestou depoimento e, logo em seguida, foi liberado.
O depoimento ao delegado Paulo Berenguer, titular da Delegacia de Repressão aos Roubos e Furtos, durou aproximadamente duas horas. Às 16:30, o Guarda Municipal, acompanhado do advogado, saiu escoltado sem falar com a imprensa. O delegado responsável pelo caso também preferiu não repassar informações sobre o depoimento.

Guardas Municipais de diversas cidades foram ao Depatri, na Zona Oeste do Recife, para apoiar o guarda municipal de Camaragibe (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Guardas Municipais de diversas cidades do estado se concentraram na frente ao edifício para apoiar o profissional. Antes de prestar depoimento, foi recepcionado com gritos de "herói" pelos colegas de profissão. "Se não estivesse armado, ele morreria. Viemos parabenizá-los, pois sabemos que estamos na mesma situação dele", afirmou Belmiro dos Santos, presidente do Sindicato dos Guardas Municipais de Camaragibe.
Também participaram do ato Guardas Municipais de outras cidades pernambucanas, como Camaragibe, Olinda, Paudalho, Quipapá, Ipojuca, Igarassu, Caruaru, Araçoiaba, Goiana, Itapissuma, Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes. O policial saiu do Depatri bastante aplaudido pelos colegas e sob gritos de "guerreiro".

Porte de arma

Enquanto o guarda municipal prestava depoimento, os demais policiais realizavam uma manifestação em frente ao prédio. Com faixas e cartazes, os Guardas reivindicavam o porte de arma para a categoria. 'Quem você prefere que esteja armado: o bandido ou o guarda municipal?', questionava uma das faixas.
De acordo com a Lei 13.022/2014, para armar a Guarda Municipal, os municípios precisam apresentar um conjunto de garantias. Entre elas: instituir sede própria e espaço específico para armazenamento de arsenal. Um dos itens mais importantes é a criação de uma corregedoria para apurar desmando ou excessos. Para isso, o guarda ainda precisa passar por um treinamento. Tudo isso é submetido à Polícia Federal, responsável por dar o aval ao emprego de armas de fogo pelas guardas civis.

Guarda Municipal de Camaragibe foi recepcionado por colegas de profissão de diversos municípios

1 Comentários:

Wilker Feijo disse...

Muito feliz com o desfecho do caso. Sangue azul, unidos somos mais fortes. Parabéns a todos os irmãos Guardas Municipais pela iniciativa.